Menu fechado

Senar e Sebrae capacitam pequeno produtor rural na gestão de negócios

Print Friendly, PDF & Email

Até o final deste mês, serão finalizados os cursos do programa Negócio Certo Rural (NCR), promovidos pelo Senar em parceria com o Sebrae. Os treinamentos tiveram início em outubro de 2020, seguindo todos os protocolos de restrição das aglomerações contra a disseminação da Covid 19.

Ao todo, estão sendo atendidas 690 propriedades. Todas envolvem teoria e visita técnica com orientação de instrutor do Senar. O curso de NCR é composto por 5 módulos, sendo 8 horas/módulo em sala de aula, com uma consultoria individual de duas horas e mais quatro horas dentro da propriedade.

O NCR desenvolve um Plano de Negócios, que embasa e dá suporte ao programa Empreendedorismo e Gestão de Negócios do SEBRAE. O curso apresenta conceitos de empreendedorismo, planejamento, administração e contém atividades que ajudam a criar um Plano de Negócio bem estruturado, que vai contribuir para a melhoria da gestão da propriedade rural e planejamento de novas oportunidades de negócios.

O curso é voltado para pessoas ligadas ao meio rural em geral, tais como: produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais e profissionais do setor ‒, que possuam pouco ou nenhum conhecimento sobre gestão e empreendedorismo, que desejam ter seu próprio negócio ou melhorar a gestão da propriedade rural com foco no empreendedorismo.

Covid 19


De acordo com o Gerente Técnico do Senar, Carlos Antônio Feitosa, em função das restrições provocadas pela Covid-19, a programação teve que ser reduzida em número de participantes por turma para evitar aglomerações.

“Estamos atendendo os produtores rurais com potencial para alavancar a sua produção. A capacitação atende ao produtor com informações relativas a produção e a gerenciamento da sua fazenda”, disse ele.

A gerente de Agronegócio do Sebrae, Larissa Leite, disse que em função da pandemia, houve muita dificuldade em atender aos produtores com as aulas do NCR. Segundo ela, uma das estratégias, foi reduzir o número de participantes e estabelecer critérios de distanciamento obedecendo os protocolos sanitários, e com a parceria do Senar, foi fundamental para realizarmos os cursos a partir do segundo semestre de 2020. “Facilitou bastante a mobilização do público, pois o Senar dispõe de uma equipe de técnicos de campo que apoiam a equipe do Sebrae no agendamento de 45 turmas do NCR, nos municípios assistidos pelo AgroNordeste”, destacou ela.

O produtor rural, Adriano Alves de Holanda, de São Francisco do Brejão, disse que o curso foi um divisor de águas na vida dele. “Nós, produtores rurais, muitas vezes não enxergamos o potencial que possuímos por falta de conhecimento. E o NCR veio para mudar isso. Veio abrir nossos olhos, para uma realidade que não percebíamos”, ressaltou Adriano.

Outro produtor da região tocantina, satisfeito com o trabalho do binômio Senar/Sebrae, é o produtor Erivaldo Costa. Ele garante que o curso mudou a sua vida, no sentido de abrir novas perspectivas para um futuro bem melhor.
“Para mim foi muito bom, porque depois dele pude ampliar o meu negócio. Passei a ver a minha propriedade como uma empresa. Antes eu não tinha essa visão”, disse satisfeito Erivaldo.