Menu fechado

Senar Maranhão qualifica produtor rural alcantarense

Print Friendly, PDF & Email

Em pouco menos de um ano da visita técnica que as entidades do sistema ‘S’ fizeram a algumas comunidades rurais de Alcântara com vistas a levar benefícios aos seus moradores, o Senar retorna ao município, para entregar os certificados aos produtores rurais capacitados, em algumas modalidades  da Formação Profissional Rural (FPR) e da Promoção Social (PS).

A iniciativa fez parte do elenco de ações previstas no programa Avança Maranhão, lançado em 2020, encabeçado pela Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), com a participação efetiva do Sistema Faema/Senar, Fecomércio, Sebrae, Governo do Estado e outros.

Na programação que reuniu o presidente do sistema Faema/Senar, Raimundo Coelho, e o gerente técnico, Carlos Antônio Feitosa, além de representantes da prefeitura e convidados, o destaque maior ficou por conta da importância dada à transferência do conhecimento implementado pela entidade a cerca de cem pequenos produtores rurais.

Agora, em novas oportunidades por meio do programa “Pensar Maranhão”, coordenado pela Fiema, os produtores rurais recebem do Senar novas qualificações para alavancar ainda mais a produção agropecuária da região. De acordo com o secretário de Agricultura de Alcântara, “o município precisa de muita capacitação e já tivemos um bom começo. Esperamos que este ano se possa  dar continuidade à parceria com o  Senar”, afirmou Antônio Marcos Pinho Diniz, durante o evento de entrega de certificados realizado na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Alcântara (STTR).

Semeadura

O prefeito  Padre William, afirma que a primeira visita foi uma semeadura “e agora, nós temos a alegria de ver quantos alcantarenses puderam se especializar no que já fazem”, disse o gestor.

Dez cursos foram ministrados no período, sendo três dentro do programa Negócio Certo Rural (NCR) e sete na área de FPR  e PS: Piscicultura, Hortaliças Folhosas, Produção de Alimentos,   Avicultura e Suinocultura, nas comunidades do Perú e Cajueiro, e Artesanato de Fibras Naturais de Buriti em Santa Maria (pólo da atividade).

“Nessa primeira etapa recebemos todo o apoio da equipe da prefeitura e deixamos abertas as possibilidades para novas capacitações”, destacou Carlos Antônio Feitosa, após o ato de certificação, em Alcântara.

No entendimento do produtor rural Sebastião Almeida, o curso foi de grande importância. “Ele abrange a área em que trabalhamos – que é a agricultura. Além disso, recebemos orientações sobre como gerenciar o nosso negócio, que é inédito para nós”, destacou ele.