Menu fechado

Programa Empreendedor Rural do Senar atende alunos da CFR de Santa Luzia

Print Friendly, PDF & Email

Sessenta jovens rurais moradores de Santa Luzia e de municípios vizinhos, acabam de participar da aula inaugural do Programa Empreendedor Rural (PER), do Senar. A solenidade ocorreu na Casa Familiar Rural localizada no povoado Esperantina.

Equipe da CAF e do Senar, durante aula inaugural.

A abertura do evento teve a participação do superintendente estadual do Senar Maranhão, Luiz Figueiredo – mostrando vídeos institucionais e apresentando a instituição aos jovens produtores rurais, bem como incentivando-os a participarem do programa, em busca de torná-los futuros empreendedores no meio rural maranhense.

Também participou a engenheira agrônoma Sônia Marques, responsável pela instrutória do programa naquela localidade. Ela falou da composição do trabalho, que será dividido em 17 módulos, por um período de aproximados cinco meses, atendendo prioritariamente aos matriculados no último ano do ensino médio.

A Casa Familiar Rural possui atualmente 60 jovens moradores em regime de semi-internato, advindos da zona rural dos municípios de Santa Luzia, Buriticupu, Bom Jesus das Selvas, Tufilândia e Santa Inês. Os residentes tem que prioritariamente ser filhos de produtores rurais e possuir vocação para o trabalho no campo. Todos eles frequentam as turmas do 9º ano.

Luiz Figueiredo, fala da importância do empreendedorismo na área rural.

Qualificar

A realização do PER na Casa Familiar Rural é uma iniciativa da prefeitura de Santa Luzia, do Sindicato dos Produtores Rurais e do Senar. O evento teve a participação direta da coordenadora da CFR, Maria de Fátima Ferro e dos professores, Antônio Tavares de Mendonça, Geciel Passos Silva e Franceilton Sousa dos Santos.

O programa tem como principal meta, adotar um perfil empreendedor nos beneficiários, com diversas competências, dentre elas: economia nacional e regional, importância da relação familiar e do setor rural, desenvolvimento organizacional, planejamento humano e participativo, globalização e políticas econômicas, cadeias agroindustriais, dentre outras. No final do curso, cada aluno vai estar apto a eleborar um projeto agropecuário, para desenvolver melhor sua propriedade, ou mesmo a da família.

A instrutora Sônia Marques durante apresentação do programa na CAF.

De acordo com Fátima Ferro, sem esse curso os alunos dificilmente conseguiriam desenvolver um projeto de vida. “Eles não detém conhecimento das técnicas para o desenvolvimento e elaboração de um projeto. E, a importância de um programa como o PER é muito grande para cada um deles. Então, o Senar veio trazer perspectiva de um projeto de vida, consolidado o que eles poderão alcançar no futuro”, destacou a coordenadora da CFR.

A aluna Jardene Lima, disse com grande expectativa para o curso que ora inicia. “Certamente me trará uma nova visão de conhecimento e espaço no mercado de trabalho, e além disso, vai encontrar com o meu interesse, porque desejo ser uma empresária rural e certamente me agregará muito, ao meu futuro”, destacou ela.

Alunos atentos às palestras de abertura do curso.

Para Luiz Figueirêdo, Superintendente do Senar, o curso do PER vai oferecer aos alunos da CAF de Santa Luzia uma nova perspectiva no campo empresarial.

“Pois, a partir do conhecimento obtido na formação dos novos empreendedores, vai ser oportunizado a elaboração de projetos agropecuários para dinamizar a atividade exploratória rural do município e região”, ressaltou.