Menu fechado

Faema solicita do Ministério da Agricultura alteração no calendário para produção de abacaxi

Print Friendly, PDF & Email

.

José Hilton Coelho de Sousa, (vice-presidente/Faema), Astolfo Seabra, (Sindicato dos produtores rurais de S. Domingos dos Maranhão), César Viana, (Consultor da Faema), em reunião com  José Antônio dos Santos, na sede da Superintendência da SFA-MA.
José Hilton Coelho de Sousa, (vice-presidente/Faema), Astolfo Seabra, (Sindicato dos produtores rurais de S. Domingos dos Maranhão), César Viana, (Consultor da Faema), em reunião com  José Antônio dos Santos, na sede da Superintendência da SFA-MA.

O vice-presidente do sistema   Faema/ Senar, José Hilton Coelho, juntamente com o consultor César Viana e o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de São Domingos do Maranhão, Astolfo Seabra, reuniram-se esta semana com o superintendente Federal de Agricultura e Abastecimento, José Antônio dos Santos e equipe de assessores,  para discutirem a revisão do Zoneamento de Risco Climático  e da política de crédito agrícola  para o segmento do abacaxi em São Domingos do Maranhão.

Na oportunidade, foi entregue ao representante do Ministério da Agricultura, (MAPA),  documento  solicitando da ministra Kátia Abreu  alterações  para o melhor  desenvolvimento da produção do fruto no município, onde incluem-se: novo calendário para a liberação dos financiamentos de custeio agrícola, fixando o período entre setembro e dezembro para o desembolso, e prazo de  dois anos para o reembolso; a permissão da contratação de financiamentos  anualmente para possibilitar o aumento das áreas de cultivo – independentemente das anteriores, considerando o ciclo de 18 meses da cultura e; que haja aporte de recursos, em planos safra futuros, para o atendimento de novos empreendedores.

De acordo com o vice-presidente José Hilton Coelho, a iniciativa de procurar o Mapa, se deu em virtude da necessidade de alteração do ciclo de produção do abacaxi em São Domingos, e, o sistema Faema/Senar juntamente com o sindicato, tem buscado solucionar este problema, uma vez que os produtores locais estão sendo prejudicados com o período de financiamento feito pelos bancos.

“O sindicato recorreu ao sistema Faema/Senar, o caso será  encaminhado ao Mapa logo após assinatura  da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento, (Sagrima) e pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, (Embrapa)”, discorreu José Hilton em favor do sindicato.

Abacaxicultura

Atualmente, o município de  São Domingos do Maranhão em se destacado pela produção de abacaxi. Por isso a sua importância econômica e representatividade no mercado estadual e nacional favorecendo o estado a galgar o 4º lugar no ranking de produção de abacaxi da região Nordeste e o 13º no âmbito nacional, 1.381 hectares plantados e com mais de 26,6 milhões de frutos colhidos anualmente.

Segundo levantamento do Sindicato dos Produtores  Rurais de São Domingos, há uma estimativa de que somente este ano, foram plantados aproximadamente 2.100 hectares  de abacaxi, resultando em produção estimada em 40 milhões de frutos. De acordo com o presidente do sindicato,  Astolfo Seabra, este aumento de área plantada, tal como a elevação da produtividade e da qualidade dos frutos poderia ser mais expressiva se pudéssemos contar com alguns ajustes nas recomendações oficiais do período de plantio e de liberação do crédito de custeio para a cultura do abacaxi no município.

“Se não conseguirmos antecipar o período de financiamento  da produção do abacaxi,  isso vai acabar comprometendo a capacitação que ora ocorre por meio do sistema Faema/Senar, mas também, a renda dos produtores e suas famílias”, disse Astolfo, se referindo ao curso de abacaxicultura ministrado desde maio deste ano, há 60 produtores de São Domingos, que  vai desde a escolha das mudas à comercialização dos frutos.  A qualificação é ministrada, por especialistas na área, e que seguirá até 2017.