Menu fechado

ABC Cerrado tem semana de atividades em Brasília

Print Friendly, PDF & Email

 Encontro reúne gestores técnicos e administrativos do projeto até quinta-feira  

(Brasília) – Mobilizados para o avanço do Projeto ABC Cerrado, gestores técnicos e administrativos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) estão reunidos desde  segunda, (29/2) até o dia 3 de março, em Brasília, para uma programação intensa de atividades. O encontro conta com a participação de representantes dos oito estados envolvida na iniciativa: Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Piauí, Tocantins e o Distrito Federal.

Mateus Tavares- coordenador técnico do projeto ABC Cerrado do Senar
Mateus Tavares- coordenador técnico do projeto ABC Cerrado do Senar

A agenda prevê a capacitação no software de monitoramento do projeto, palestra sobre as diretrizes administrativas do Banco Mundial e aquisições e contratos e uma mesa redonda para tratar dos processos de mobilização. Segundo o coordenador técnico do Projeto ABC Cerrado, Mateus Tavares, o principal objetivo do encontro é capacitar as Administrações Regionais do SENAR para utilizarem o novo sistema de acompanhamento da execução do projeto.

“Essa ferramenta é fundamental para termos uma visão permanente do avanço e do desenvolvimento do projeto. Sem as informações das regionais, não conseguimos monitorar o que está acontecendo. Também vamos aproveitar a oportunidade para fazer um alinhamento sobre os procedimentos do Banco Mundial, já que muitos não conhecem o funcionamento dessa parte”, explica Tavares.

 Dinamismo e facilidade de gestão
O novo software apresentado durante a reunião vai trazer muitos benefícios para a execução do projeto. Essa é a expectativa dos participantes depois da apresentação da ferramenta. Na opinião da coordenadora do ABC Cerrado no Maranhão, Aline Albuquerque, o sistema vai facilitar a relação entre as questões financeiras e técnicas e melhorar o controle do trabalho, além de trazer mais dinamismo para a gestão em todos os níveis.

“A gestão compartilhada e o acesso democrático às informações é um requisito para o sucesso de qualquer programa hoje em dia. O ABC Cerrado é uma iniciativa conjunta e temos que trabalhar em unidade. Se uma regional não cumprir as metas e regras, todo o projeto poderá ser comprometido. Esse software representa uma evolução muito grande”, avalia.

Agilidade também é a maior vantagem para o analista técnico do SENAR Minas Wander Moreira Junior. Conforme ele, as tecnologias bem aplicadas trazem facilidade e eficiência para o trabalho de os todos envolvidos. “Quanto mais rápido a informação correr, melhor para tomarmos as decisões. Com essa ferramenta e a possibilidade dos familiares de produtores, gestores e técnicos participarem das capacitações, acredito que vamos atingir as metas previstas”, projeta Junior.

Wander Moreira Júnior do Senar- MG
Wander Moreira Júnior do Senar- MG

Minas Gerais é um dos estados que irão oferecer Assistência Técnica e Gerencial do SENAR (ATeG) em propriedades. Trinta técnicos já estão sendo selecionados para atuarem na área. A novidade fica por conta do Maranhão, que não estava incluído nesse grupo e vai prestar o serviço para 400 estabelecimentos rurais.

Aline Saldanha do Senar-MA
Aline Saldanha do Senar-MA

“Foi uma grande conquista e um reconhecimento do empenho da nossa regional no projeto, considerado prioritário desde o primeiro momento. Agora temos o desafio de executar da melhor maneira possível e estimular os médios produtores a adotarem as tecnologias sustentáveis”, declara Aline. O estado vai contratar 20 técnicos para atuarem na ATeG.

As inscrições para as capacitações do Projeto ABC Cerrado ainda estão abertas. Os interessados precisam preencher uma ficha disponível no endereço http://bit.ly/1QiXIaB, mas é importante ficar atento, pois as vagas são limitadas.

Assessoria de Comunicação do SENAR-BRASIL