Menu fechado

Produtores dos Tabuleiros de São Bernardo garantem satisfação com assistência técnica do Senar

Print Friendly, PDF & Email
Técnico de campo, Reinaldo Oliveira e o produtor ‘Chaguinha da Acerola’.

Desde o ano passado o Senar vem atendendo 25 produtores rurais dos municípios de Tutóia, Araioses, São Bernardo, e Santa Quitéria no Maranhão, e Murici dos Portela e Parnaíba no Piauí. Todos com lotes irrigados nos Tabuleiros de São Bernardo (Magalhães de Almeida), onde predomina o cultivo de produtos da hortifruticultura. O projeto possui 82 lotes que se distribuem nas categorias: técnicos, familiares e empresariais.

O projeto conta com um sistema de captação de água do rio Parnaíba, onde são produzidas culturas temporárias que vão desde feijão, maxixe, abóbora, melancia, milho verde – quanto às perenes (mamão, coco anão precoce, banana, macaxeira e mandioca (esta última destinada à produção da cerveja Magnífica). Todos estes produtos são comercializados principalmente no pólo de São Bernardo e Magalhães de Almeida, e ainda em alguns municípios piauienses.

O Perímetro Irrigado é, segundo o engenheiro agrônomo responsável Jorge Pontes, um projeto federal criado em 1988, no governo José Sarney, com vistas a incentivar a produção da hortifruticultura na região, servindo anteriormente como base para pesquisa feita pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

O trabalho executado pelo Senar integra o programa Agronordeste, que desenvolve Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), levando a pequenos e médios produtores rurais a assistência em gestão da propriedade e técnicas modernas de produção. É direcionado a quem nunca recebeu assistência técnica regular e tem duração de dois a quatro anos.

O trabalho é feito por uma equipe de profissionais formada por técnico de campo, supervisor e coordenador regional, que tem aplicado tecnologias fundamentais para o desenvolvimento da produção, com destaque para o preparo  mecanizado do solo.

Equipe do Senar, capitaneada pelo superintendente, Luiz Figueiredo, em recente visita ao local.

Cultivo

Antônio Francisco do Nascimento, (Chaguinha da Acerola), é um dos produtores atendidos pelo Senar na localidade. Ele afirma que é um privilégio receber assistência técnica do Senar em sua propriedade. “Tenho certeza que assim como melhorou muito para mim, melhorou também para os outros produtores, que no início, não acreditavam no trabalho do Senar, e agora, estamos vendo que todos os assistidos têm aumentado muito o seu cultivo”, disse ele, destacando o agradecimento ao Senar, por meio do coordenador Regional, Rodrigo Castro.

“Com o atendimento que estamos tendo pelo Senar, nós só temos a melhorar, porque temos muito tempo que trabalhamos aqui no Tabuleiro, mas hoje estamos recebendo acompanhamento técnico do, voltado para a área irrigada. Eu acredito muito que com o conhecimento técnico e o interesse das famílias, vamos aumentar muito mais a nossa produtividade”, ressaltou outro produtor assistido na localidade, Lourival Brandão.

De acordo com o técnico de campo, Reinaldo Oliveira, a aceitação do Senar na região está sendo satisfatória, haja vista não haver anteriormente nenhuma outra entidade apoiando tecnologicamente os produtores locais.

Visita à área dos Tabuleiros de São Bernado.