Menu fechado

Presidente da Faema participa de reunião na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado

Print Friendly, PDF & Email

 

Senadora Katia Abreu (centro) liderou o grupo e definiu a pauta de reivindicações  defendida por todos junto ao governo.
Senadora Katia Abreu (centro) liderou o grupo e definiu a pauta de reivindicações defendida por todos junto ao governo.

De volta do Fórum Econômico Mundial, onde participou como conferencista da sessão plenária sobre a América Latina, a presidente da CNA e senadora Kátia Abreu (PSD-TO) desembarcou direto de Lima para o Ministério da Fazenda. Empenhada em ajudar os produtores rurais arruinados pela seca que destruiu plantações e dizimou rebanhos inteiros no Nordeste, a senadora pediu ao governo que reavalie pontos das medidas de socorro aos mini, pequenos e médios produtores da região.

_CNA2As medidas emergenciais para acudir o produtor afetado pela seca voltaram à pauta no final da manhã de quinta-feira (25), em reunião da senadora com o presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado (CRA), Benedito de Lira (PP-AL), e todos os nove presidentes das Federações de Agricultura dos Estados do Nordeste. Neste encontro, CNA, federações e Comissão de Agricultura fecharam uma pauta de reivindicações que será defendida por todos junto ao governo.

Além de desburocratizar o acesso às linhas de crédito emergencial para os produtores nordestinos, eles querem a suspensão das execuções das dívidas, a começar pelos bancos do Brasil e do Nordeste. “Esta parceria da CNA e Federações com o Congresso é, para nós, fundamental”, disse a senadora Kátia Abreu ao colega de Senado, Benedito Lira. Este, por sua vez, lembrou que a Comissão de Agricultura já endossou a proposta de política agrícola apresentada pela CNA ao Governo.

Para o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Maranhão (Faema), José Hilton Coelho de Sousa, que estava acompanhado do produtor rural, César Rodrigues Viana, membro da Comissão de Meio Ambiente da CNA e representante da Faema na referida comissão, o Maranhão vem sofrendo seguidamente com estiagens prolongadas, levando a classe produtora rural a constantes insucessos com o resultado das safras, aumentando a cada dia a relação de inadimplentes com o crédito rural junto à rede bancária.

No dia 7 de maio, este mesmo grupo estará presente à audiência conjunta das Comissões de Agricultura da Câmara e do Senado, que se reunirão mais uma vez para avaliar as medidas emergenciais já aprovadas.