Menu fechado

Sindicato Rural de Bequimão realiza com apoio do sistema Faema/Senar, a 13ª Expocapril

Raimundo Coelho, técnicos e produtores rurais na exposição.

Encerrando o calendário de exposições agropecuárias do ano de 2022, o sistema Faema/Senar participou efetivamente da 13ª Exposição de Caprinos e Ovinos no município de Bequimão, que ficou dois anos suspensa em função da pandemia do Covid -19.

A exposição é uma realização da Associação dos Criadores e Criadoras de Ovinos e Caprinos de Bequimão (ACCOCBEQ) e conta com o apoio do sistema Faema/Senar, da Prefeitura Municipal; do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima); Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Maranhão (Sebrae); do Sindicato dos Produtores Rurais de Bequimão.

Participaram da Feira, criadores de toda a região da Baixada, do litoral ocidental maranhense e até de outros estados. A exposição, segundo a organização, já é parte do calendário do agronegócio maranhense e funciona como um verdadeiro estímulo para o crescimento do setor no Estado.

A iniciativa é uma oportunidade de negócios para criadores do município e região. Exemplo disso é o Antônio Ferreira, que recebe Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) na cadeia de ovinocaprino, por meio do programa AgroNordeste II do Senar. Para o local, ele levou  53 animais.

Animais expostos na 13ª Expocapril.

“Venho somando experiências, busco sempre me atualizar para estar sempre melhorando minha criação, hoje trabalho 60 cabeças, criadas com o sistema de semiconfinamento. Com os ovinos, trabalhamos o corte e melhoramento genético, e com os caprinos, estou explorando a cadeia do leite”, assegura ele.

Vigilância Sanitária

“Nós estamos na 13ª edição deste projeto e por conta da pandemia ficamos dois anos sem realizá-lo. Ano passado nós tentamos, mas a burocracia era muito grande, não conseguimos adequar o parque às necessidades da Vigilância Sanitária. Resolvemos suspender e fazer esse evento maravilhoso que está acontecendo”, disse o presidente do Sindicato Rural, Leônidas Viegas.

Superintendente do Senar, Luiz Figueiredo, durante a abertura do evento.

O sistema Faema/Senar levou para o espaço da exposição, as fábricas de farinha e de cachaça, que tornaram-se um diferencial,  atraindo visitantes como produtores, estudantes, técnicos dentre outros que queriam saber mais sobre as ações desta instituição que muito tem feito em favor do produtor rural

No entendimento do superintendente do Senar, Luiz Figueiredo, a realização da Expocapril, foi de suma importância para a fomentar ações voltadas para o produtor rural, em especial, para o criador de caprinos e ovinos da região da Baixada Maranhense.

“Não restam dúvidas que o Senar Maranhão fechou com ‘chave de ouro’ sua participação no calendário das feiras agropecuárias. E em 2023, estaremos presentes novamente em todas essas atividades para levar conhecimento e tecnologia ao homem do campo  que necessita de apoio para fortalecer o seu negócio”, afirmou o gestor.

Genética diferenciada

“Esse evento já faz parte do calendário do agronegócio do nosso Estado e nós temos hoje uma genética diferenciada de produtores da região. Temos vários expositores aqui, de outros municípios e estados também. Ou seja, o evento se qualifica a cada ano que passa. A Prefeitura empresta o seu apoio institucional, para que a gente possa obter os melhores resultados para o nosso município e, principalmente, para o desenvolvimento da atividade agropecuária em toda a nossa região”, disse o prefeito de Bequimão, João Martins, presente na abertura do evento.

Leônidas, gestor do Sindicato Rural, entrega certificados de cursos do Senar, junto à diretores da instituição.

Segundo a Embrapa, o Nordeste tem uma participação de 70,6% do rebanho total de ovinos no Brasil, representando um crescimento na sua participação. Já na criação de caprinos, o Nordeste manteve sua posição histórica de maior rebanho do país com 11,49 milhões de cabeças em 2020. No Maranhão, o total do rebanho é de 299,019 cabeças, no município de Bequimão, estão concentradas 965 cabeças.