Notícias Senar atende produtor rural com oficinas e ações de saúde durante a Agroloreto 11-07-2018
Print Friendly, PDF & Email

Com ações diversificadas, o sistema Faema/Senar participou, efetivamente, da 5ª edição da Agroloreto, ocorrida nos dias 6 e 7 de julho, na sede do município de Loreto, localizado na região sul do Maranhão.

Alessandro Costa, equipe do Senar e produtor rural.

Em seu estande, o Senar manteve durante os dois dias do evento, a miniagroindústria utilizada para demonstração do processo tecnológico de produção da aguardente de cana de açúcar, (Oficina de cachaça), Beneficiamento de Mandioca (Oficina de Beiju) e curso de Artesanato à Base da Fibra de Buriti. Todas as atividades atraíram dezenas de pessoas ávidas por maior conhecimento a partir de insumos obtidos do extrativismo rural.

Instrutor da minifábrica de farinha de mandioca.

Além das ações desenvolvidas, o Senar atendeu ainda cerca de 80 produtoras rurais por meio do programa Saúde da Mulher Rural, acompanhado por palestras esclarecedoras  sobre saúde. Como parte do programa, foram oferecidos ainda, cuidados de beleza   aplicadas por profissionais voluntários e  por fim, entrega de kit de higiene e limpeza.

Fortalecimento

A Agroloreto é uma iniciativa do Sindicato dos Produtores Rurais de Loreto, capitaneada pelo seu Presidente Alessandro Costa – que encabeça esse movimento de fortalecimento da agropecuária municipal há cinco anos, criando ainda a dinâmica para o crescimento da  produção rural da região.

VEJA MAIS FOTOS – CLIQUE NA FOTO PARA AMPLIAR

“Este foi o quinto ano da Agroloreto e desde o primeiro, contamos com o apoio do sistema Faema/Senar que sempre participa, seja com suas ações ou programas, atraindo um número cada vez maior de pessoas”, ressaltou Alessandro, garantindo manter com o Senar excelente parceria. “O sistema Faema/Senar engrandece o nosso evento”.

Fachada do pavilhão que compôs os treze estandes da Agroloreto.

Costa informa que este ano a Agroloreto foi montada em uma estrutura composta por um pavilhão de 21 metros de comprimento por 19 de largura, formando os treze estandes compostos por exposições de rações, implementos agrícolas, flores, carros, motos, serviços médicos, dentre outros. Animais vivos (suínos, caprinos, ovinos e equinos) foram comercializados no local, além da praça de alimentação com apresentação de grupos culturais da região.

Mulheres participantes do curso de Artesanato do Senar.

Para o superintendente do Senar Luiz Figueirêdo, a Agroloreto além de se constituir uma feira tecnológica de estímulo, demonstrações científicas e aprendizado para o homem do campo, tem criado o fomento necessário para que o município continue ampliando seu padrão agropecuário, elevando o patamar sócio produtivo da região.

“Uma vitrine essencial  para os produtores da região que necessitam de oportunidades para interagirem entre si, buscando sempre ferramentas de melhoria para a sua produção”, frisou o superintendente.