Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

Produtores rurais de Vargem Grande participam de treinamento sobre ataque a pragas em tempo chuvoso

I Encontro de produtores rurais de Rampa (Vargem Grande).

Técnicos do Senar realizam Encontro com produtores para o repasse de informações sobre a proteção de seu cultivo.

Com grande potencial de produtividade, no Quilombo Rampa (Vargem Grande), é destaque na produção de hortaliças. Com 56 famílias, o povoado vive essencialmente da produção rural, mantendo a tradição de seus ancestrais.

Mas este cenário mudou desde que em 2019, o Serviço de Aprendizagem Rural (Senar), chegou ao local apresentando a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), por meio da cadeia Olericultura, no programa Retorno Certo Fase II.

Toninho do Juvenil, prestigia o evento ao lado da equipe do Senar e dos produtores rurais.

A partir desta iniciativa foi possível aumentar a produtividade, com a aplicação de tecnologias e repasse de conhecimento favoráveis à plantação que envolve diretamente quatro famílias que têm agregado valor à sua produção, aumentado a renda e a forma de gerenciar o seu negócio.

Mas, com o intuito de reforçar ainda mais a qualidade da produção, foi realizado recentemente, pela equipe de técnicos do Senar em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Vargem Grande, o I Encontro de produtores rurais reunindo moradores associados à Associação de Agricultores do Quilombo Rampa e convidados, cuja finalidade foi apresentar soluções para o ataque de diversas pragas no período chuvoso na plantação de quiabo, maxixe, feijão, macaxeira e milho, carro-chefe do Quilombo.

Epidemias

O seminário foi ministrado pelo engenheiro agrônomo e técnico de campo, Jorge Pontes, que além de orientar os presentes sobre o ataque das pragas, ainda levou na área cultivada, o grupo para conhecer de perto o estrago causado pelas epidemias.

Entrega de certificados de cursos ofertados pelo Senar na comunidade quilombola.

A engenheira agrônoma responsável pela ATeG no local, Alana Mesquita, foi quem teve a ideia de organizar o evento que contou com o apoio do superintendente do Senar, Luiz Figueiredo, da presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Vargem Grande, Keyssyane Soeiro e do presidente da Associação de Agricultores do Quilombo Rampa, Francisco de Assis Lopes. O vice-prefeito e secretário de agricultura de Vargem Grande, Antônio Gomes Lima (Toninho do Juvenil), também prestigiou o seminário.

Os produtores rurais assistidos pelo programa Retorno Certo Fase II, tiveram uma manhã produtiva no sentido de receber conhecimento que agrega no cultivo de suas hortaliças. Na programação constou ainda a entrega de certificados dos cursos de Negócio Certo Rural (NCR), Associativismo, Hortaliças Folhosas, Encanador, Primeiros Socorros e Pilotagem de Drone.

Abordagem prática no cultivo de hortaliças.

Cheio de gratidão, o presidente da Associação dos Agricultores  do povoado Quilombo Rampa, Francisco de Assis Lopes agradeceu a todos os envolvidos e destacou a presença do gestor do Senar da equipe técnica pela realização do evento.

“O Senar depois que entrou em nossas vidas aqui em Rampa, a comunidade toda progrediu. Aprendemos a cuidar de nossas plantações e colhemos os frutos deste cuidado e assistência que temos recebido. Gratidão ao Senar”, disse o produtor rural.

Luiz Figueiredo prestigiou todas ações programadas para o dia e declarou o seu contentamento com os resultados vistos nos cultivos ao tempo que incentivou o grupo de produtores a investir na comercialização com vistas a melhorar a renda de cada um dos participantes.

Equipe do Senar/ATeG presente no quilombo Rampa.

“Fico feliz com o envolvimento da turma, com o trabalho da equipe de ATeG e com os investimentos em conhecimento, como é o que está acontecendo com a participação do técnico convidado que veio para somar, tirar dúvidas, ensinar e ver progredir os produtores atendidos. Parabéns ao Jorge e a todos os participantes”.

Ao final do seminário, os moradores apresentaram o tambor de crioula formado por pessoas da localidade. Os tambores e as músicas remetem à ancestralidade do povo que mantém viva a tradição cultural.

Tambor de crioula encerrou o evento.