Produtor de pimenta do reino em Buriticupu aumenta produtividade após capacitação do Senar

Desde que foi capacitado pelo Senar, o produtor rural, Raimundo Nonato Silva, morador da comunidade sexta vicinal, em Buriticupu, tem empreendido no cultivo e comercialização da pimenta do reino.

Antes de iniciar neste ofício, o buriticupuense trabalhou como diarista em propriedades das redondezas de onde mora. Quis experimentar o plantio, analisou o mercado e viu que era promissor o novo negócio.

Iniciou a plantação em seu próprio quintal, há treze anos com cinquenta pés de pimenta. A sua produção multiplicou, e agora ele projeta uma safra para este ano de cinco mil quilos e já pensa em aumentar a sua produtividade para novos cultivos, em uma área que acabou de adquirir com investimentos resultantes da venda do seu produto.

Começou consorciado pimenta do reino e juçara. E agora, tem planos para investir na plantação de moringa em uma área preparada para o desenvolvimento de novas mudas.

A pimenta-do-reino é um dos temperos mais populares do mundo, usada em vários países. Além de dar muito mais sabor e aromatizar os pratos, ela apresenta inúmeros benefícios para a saúde. Um dos principais, é o auxílio na absorção dos nutrientes e contém propriedades termogênicas. Isso faz com que ela seja associada a uma aceleração do metabolismo.

Com o tipo bragantina, o seu Raimundo tem na pimenta a sua principal renda. Do seu trabalho ele tira o sustento da sua família. Deste projeto, ele adquiriu mais um terreno, onde vai implementar um maior número de pés. 

“Depois que fiz o curso do Senar e aprendi a fazer o manejo das plantas, o meu negócio começou a crescer. Estou muito feliz com tudo o que aprendi do Senar e agora, só penso em ampliar o meu projeto”, disse o produtor rural.

Assim como ele, outros produtores da comunidade, cultivam pimenta do reino. Toda a produção, segundo Raimundo Silva, vai para Tocantins, Goiânia e cidades maranhenses.

Com referência de dedicação e esforço, ele agradece ao SENAR pelo conhecimento adquirido através dos treinamentos de formação profissional rural, nos quais participou: viveirista, hortaliças folhosas, avicultura e suinocultura.