Artigos O empreendedorismo rural e a gestão na propriedade.
Print Friendly, PDF & Email

Ao longo dos anos o setor agropecuário passou por diversas mudanças, de modo que a agricultura praticada há 50 anos atrás em nada se compara com os modelos atuais, na pecuária da mesma forma, muitos avanços galgados sob sol e chuva. Contudo, uma parcela significativa de produtores rurais permaneceu estagnada nos modelos antigos, e atualmente encontram grandes obstáculos e dificuldades para manutenção de suas atividades frente a conjuntura atual.

Neste cenário, pequenas e médias propriedades, com grandes potenciais produtivos e econômicos, encontram-se cambaleantes, quando não atoladas em prejuízos causando uma série de transtornos ao produtor e a incerteza da continuidade da atividade.

Na crista da onda, produtores rurais abertos as mudanças, resilientes e inovadores contrastam com a rigidez e engessamento do modelo antigo, construindo assim um perfil novo, no campo das ideias, de empreendedores rurais. Sabe-se hoje que para se manter em um mercado competitivo, globalizado e exigente o produtor rural deve enxergar sua unidade de produção tal qual ela é. Uma empresa rural.

Dentre os desafios da nova forma de se fazer o agro, a gestão e o gerenciamento da propriedade são, sem dúvidas, uns dos grandes gargalos da atividade rural. Através da implantação de novas técnicas de produção e implemento de tecnologias o produtor alcançou níveis produtivos satisfatórios, aumento da produção e geração de receitas elevando a renda bruta da atividade. Entretanto vez ou outra o produtor questiona-se o porquê da conta não bater.

Tal qual as demais empresas em outros setores, empresas rurais estão com as margens apertadíssimas, com o incremento do fator clima, que quando favorável gera resultados extraordinários, porém, quando o “tempo muda” gera prejuízos irreparáveis. Portanto, os erros devem ser evitados para que os riscos sejam mínimos.

Neste contexto, os modelos de assistência técnica e gerencial têm se sobressaído, como ferramenta de mudança e quebra de paradigmas, pois cada dia que passa, o produtor rural precisa planejar suas ações, melhorar sua produção, otimizar os resultados produtivos, reduzir os custos de produção e por fim, maximizar os lucros. E assim o produtor rural precisa se familiarizar às terminologias da economia e administração de empresas.

O sucesso, tal qual, a manutenção de uma empresa é caracterizado pela lucratividade e longevidade no segmento em que atua, em sua missão e sobretudo na satisfação de clientes e colaboradores. Assim sendo, o sucesso e reconhecimento da marca está associada ao produto ou serviço da empresa nas diversas esferas em que ela atua. Deste modo, verificamos o respeito e a credibilidade do agronegócio brasileiro frente ao mercado externo, pois o Brasil exporta qualidade.

Edvaldo Franco Amorim Filho, é Médico Veterinário, Mestre em Ciência Animal, Supervisor Técnico Regional/SENAR-MA