Notícias Agroloreto leva ações do sistema Faema/Senar a produtores rurais

Programa, cursos e outras atividades  do Senar são destaques na quarta edição da Feira

 Diversos benefícios foram oferecidos aos produtores rurais e visitantes da Feira Agropecuária de Loreto (Agroloreto), durante a 4ª edição, realizada na semana passada, sob a coordenação do Sindicato dos Produtores Rurais de Loreto com o apoio do sistema Faema/Senar, Governo do Estado e parceiros.

O Senar realizou  minioficinas de beneficiamento de cachaça e de farinha de  mandioca, atendendo em seu estande,  estudantes, produtores rurais, comerciantes e visitantes de modo geral.

Outra importante iniciativa foi a aplicação do  programa Saúde da Mulher, cujo foco foi a atenção às mulheres rurais com exames preventivos de câncer de colo uterino. Cerca de produtoras foram recebidas por uma equipe  de saúde.

Como parte do programa, o Senar ofereceu tratamento de beleza por profissionais voluntários e a entrega de um kit de produtos de higiene. Todo o trabalho foi coordenado pela gerente de Promoção Social do Senar, Yolanda Gomes. Os gestores Raimundo Coelho (Faema) e Luiz Figueiredo (Senar), acompanharam toda a movimentação.

O curso de Silagem reuniu quinze participantes  da região, que durante três dias receberam conhecimento na teoria e prática sobre como armazenar alimento para os animais, produzido a partir de capim com aditivos de farelo de soja e de milho, além de outros componentes. A capacitação foi ministrada pelo instrutor João Carlos Serra.

Entretenimento

Mas a  Agroloreto  também se preocupou em oferecer entretenimento aos seus apreciadores. Tirolesa, pula-pula aos pequeninos, shows culturais com artistas locais e regionais foram grandes atrativos, além é claro da participação inusitada de balão inflável, uma forma criativa e diferenciada de divulgar  a marca de cada parceiro que contribuiu com a realização do evento.

“A Agroloreto tem se destacado por sua organização e também pelos benefícios trazidos para a população, por intermédio do presidente do Sindicato dos Produtores Rurais e vice-prefeito de Loreto, Alessandro Costa. Ele consegue apoios e parcerias para ver consolidado esse evento que tem gerado renda para população local e para a região”, disse o presidente da Faema, Raimundo Coelho, satisfeito com o trabalho desenvolvido pelo sistema Faema/Senar naquele município.

O superintendente do Senar, Luiz Figueiredo destacou o curso de silagem e  o programa Saúde da Mulher na programação da Feira – ambos voltados ao homem e mulher do campo.

“A Agroloreto tem o objetivo de gerir renda aos que participam direta ou indiretamente, mas também de  atender aos moradores das áreas rurais com atividades significativas, como por exemplo, saúde e capacitação”, sublinhou Figueiredo.

Comunidade

O idealizador e organizador da Agroloreto, Alessandro Costa disse que contar com o apoio do sistema Faema/Senar  é muito importante tanto para os produtores rurais quanto para toda a comunidade.

“As ações do Senar são de grande importância nesse projeto, porque a comunidade tem oportunidade de fazer exames preventivos, cursos, palestras e de conhecer seus programas e atividades. A presença de Raimundo Coelho e de Luiz Figueiredo e de toda a equipe do sistema Faema/Senar, ajuda a  consolidar o trabalho”, disse, destacando a visita do governador Flávio Dino acompanhado por seus secretários, Márcio Honaiser/Sagrima,  Simplício Araújo/Indústria e Comércio e Cleyton Noleto/Sinfra e do deputado federal, Weverton Rocha, fez a entrega de certificados aos participantes do curso ofertado no período.

O presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Fortaleza dos Nogueiras, José Gomes de Sá Neto,  também  prestigiou o evento, além de agropecuaristas de várias regiões e de estados vizinhos e convidados.

A Agroloreto reuniu empresários, comerciantes de alimentos e de bebidas, artesãos e criadores de bovinos, equinos, suínos e caprinos. Ozenildo Pereira veio do Rio Grande do Norte pelo segundo ano consecutivo trazendo bodes e cabras das raças santa inês, dopper e boer.

Ele conta que anualmente percorre feiras exposições em seu estado e em vários outros que mantêm tradição na comercialização deste tipo de animais.

“Comercialmente vale a pena participar da Agroloreto. Ano passado consegui vender todos os animais que trouxe e este ano, espero ter o mesmo sucesso”, conta, agradecendo aos representantes do Sindicato dos Produtores de Loreto e às pessoas que o receberam.