Menu fechado

Senar promove em Fortuna o II Dia de Campo do projeto ABC Cerrado

Print Friendly, PDF & Email

A ação  transfere tecnologias essenciais para o bom desempenho da produção rural

Produtores rurais da região do médio sertão maranhense  participaram do II Dia de Campo do projeto ABC Cerrado, no município de Fortuna, localizado a 356 quilômetros de São Luís. Organizado e executado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) – o evento foi composto por duas estações onde foram apresentadas as tecnologias de exploração agropecuária sustentável, que buscam a baixa emissão de carbono: Integração Lavoura x Pecuária (ILP), pelo professor da  Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Luciano Muniz e Recuperação de Áreas Degradadas (Manejo de Pastagem), por José Antônio  Cutrim Júnior, do Instituto Federal do Maranhão (IFMA).

[CLIQUE NAS FOTOS PARA AMPLIAR]

A primeira delas foi realizada na Fazenda São Sebastião, de propriedade do produtor rural Sebastião Coelho, que pratica a tecnologia sob a assistência técnica dos profissionais do Senar desde o ano passado. Já a segunda tecnologia apresentada, ocorreu na Fazenda Mata Fria.

Bastante prestigiado, o evento contou com a presença do vice-prefeito de Fortuna, Yuri Coelho, da prefeita de Pastos Bons, Iriane Gonçalo,  vereadores e secretários de agricultura de  municípios vizinhos, presidentes de Sindicatos dos Produtores Rurais afiliados à Faema, técnicos do ABC Cerrado, representantes do Banco do Brasil (BB) e do Banco do Nordeste Brasileiro (BNB). Caravanas de produtores vieram dos municípios de São Domingos, Pastos Bons, Buriti Bravo, Tuntum, Presidente Dutra, Mirador, Lago do Mato, São João dos Patos, Colinas e Grajaú.

Tecnologias
O II Dia de Campo integra as ações previstas para este ano do projeto ABC Cerrado e tem o objetivo de difundir tanto o ILP quanto a recuperação de áreas degradadas (Manejo de Pastagem),  estimulando os produtores quanto à adoção das  referidas tecnologias já praticadas por várias propriedades na região.

Para o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (Faema), Raimundo Coelho, o Dia de Campo foi um sucesso pela seriedade como foram apresentadas as tecnologias pelos professores convidados e pela organização que teve a frente a equipe de técnicos do Senar.

“Aqui na região, comparecem dezenas de pessoas interessadas em saber mais sobre o projeto ABC Cerrado.  Isso significa dizer que o Senar está no caminho certo quanto à aplicação da  assistência técnica, não somente neste, mas em todos os demais projetos ora em desenvolvimento no estado”, disse, destacando o trabalho dos técnicos convidados de duas maiores instituições do Estado, UEMA  e IFMA.

Na visão do professor Luciano Muniz, o Dia de Campo é uma ferramenta de transferência de tecnologia que oportuniza aos produtores, conhecer a experiência de uma propriedade.

“Nesta ação, podemos mostrar várias alternativas e ajustes que podem ser feitos nas propriedades, e os produtores presentes que ainda não conhecem as tecnologias podem iniciar com esses acertos”, frisou ao tempo que reforçou o papel da assistência técnica oferecida pelo Senar, por meio de profissionais capacitados com intuito de melhorar a produção maranhense, de modo geral.

Sebastião Sousa, que cedeu sua propriedade para demonstração das tecnologias, disse ter tido uma grande satisfação em poder contribuir com o evento organizado pelo Senar.

“Estou muito feliz porque pude ajudar os colegas produtores rurais, e também de poder  aprender mais, com os técnicos e professores presentes,  sobretudo no que foi apresentado”, ressaltou o produtor fortunense.