Menu fechado

Senar garante ações efetivas de assistência técnica em propriedades rurais com o projeto Fip Paisagens

Print Friendly, PDF & Email
Comitiva do Senar e do Sebrae, à propriedade de Baltazar em PD

O Projeto “Gestão Integrada da Paisagem no Bioma Cerrado”, também chamado de Fip Paisagens Rurais, tem como objetivo o fortalecimento da adoção de práticas de  conservação e recuperação ambientais, bem como de práticas agrícolas sustentáveis de baixa emissão de carbono em bacias selecionadas do bioma Cerrado.

No Maranhão, o programa é desenvolvido desde julho de 2020, na região do cerrado maranhense, que compreende toda a extensão do município de Presidente Dutra, atendendo os produtores  em  diversas atividades voltadas ao setor rural maranhense.

O Senar atua com um grupo de profissionais envolvendo coordenador regional, supervisor e o técnico de campo. Essa equipe atende o produtor mensalmente, na propriedade, levando tecnologias apropriadas para cada necessidade. Na comunidade Panelas, o proprietário da fazenda Pai e Filho, Magno Baltazar Alves Lima é um dos beneficiados pelo atendimento do Senar.

Produtor rural faz a plantação das mudas à beira da lagoa

Ele recebe Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), na cadeia produtiva da bovinocultura de corte, onde  recebe orientações e tecnologias essenciais que garantem o aumento da sua produtividade, baseado no sistema de rodízio de piquetes, plantação de milho para alimentar o gado, melhoria do pasto, dentre outras.

Mudas de açaí

Baltazar também é assistido na recuperação e conservação da vegetação de Áreas de Preservação Permanente (APP). Essa técnica ajuda manter as margens da lagoa de 6 hectares, que banha a sua propriedade, com a plantação de mudas de açaí, (fruto brasileiro cultivado em locais com solos mais úmidos ou alagados), além de ajudar no aumento da renda do produtor.

“Eu me sinto muito feliz por esta parceria. O técnico tem nos acompanhado através do programa Paisagens Rurais do Senar e sou muito grato, porque os resultados estão aparecendo”, destacou ele, ao tempo que assegura: “O Senar significa um avanço na produção do pequeno e médio produtor. Sem esta assessoria, eu jamais conseguiria alcançar este nível que me encontro agora”, finalizou ele, satisfeito.

Produtor e técnico durante plantação das mudas

Outro que também é beneficiado com a gestão de melhoria da propriedade, por meio do projeto Paisagens Rurais, é o José Alfredo Gomes de Sousa, morador do povoado Taboa dos Lopes. Ele ressalta a sua gratidão pelo trabalho do Senar e afirma que o conhecimento que vem adquirindo com o atendimento e reforça a qualidade de seu investimento.

“Agradeço ao Senar pelo conhecimento que estamos recebendo. Só  estamos ganhando com isso. O que destaco dentro da assistência, são as anotações, porque assim, temos o controle do que estamos fazendo, e quando anotamos, sabemos o que é ganho e o que é prejuízo”, disse ele se referindo à ações efetivas de gestão de negócio da propriedade,  metodologia inédita do Senar.

O engenheiro agrônomo e técnico do Senar, Luís Fernando , destaca o trabalho dentro do projeto. “Estamos fazendo a intervenção da recuperação do APP, que é uma lagoa na propriedade com açaí, em espaçamento de cinco metros e vai que ser prolongado até o final da lagoa. A iniciativa ajuda na regeneração das margens, e ainda proporciona uma renda ao produtor com resultados positivos após três anos e meio, cuja produção está prevista  em torno de 10 toneladas por hectare”, afirmou o técnico de campo.

O Projeto Gestão Integrada da Paisagem no Bioma Cerrado – FIP Paisagens Rurais é financiado com recursos do Programa de Investimento Florestal, através do Banco Mundial. A coordenação é do Serviço Florestal Brasileiro (SFB) e da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação, do MAPA, com parceria da Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e do MCTIC, por meio do Inpe e da Embrapa