Menu fechado

Senar e Sebrae certificam produtores participantes do Negócio Certo Rural

Print Friendly, PDF & Email

.

Carlos Antônio Feitosa, da FPR em palestra em Açailândia.

Cerca de seiscentos produtores rurais foram certificados por meio do programa Negócio Certo Rural (NCR)  esse mês pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e   pelo Sebrae. A certificação é referente a 2016.

Raimundo Coelho e o presidente do Sindicato de Açailândia durante entrega de certificado do NCR

As certificações ocorreram nos municípios de Buriticupu, Açailândia e Imperatriz, na presença do presidente da Federação Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (Faema), Raimundo Coelho e do Gerente de Formação Profissional do Senar, Carlos Antônio Feitosa e representantes do Sebrae da região.

O Negócio Certo Rural é um programa gratuito de capacitação em planejamento e administração de pequenos negócios rurais que auxilia os participantes tanto na melhoria de negócios existentes quanto na implantação de novas atividades. O objetivo é estimular a inovação nas pequenas propriedades rurais e até mesmo na criação de novas oportunidades.

 

A metodologia orienta o produtor a identificar áreas de investimento, analisar a viabilidade do negócio, elaborar plano de negócio e gerenciar o empreendimento. Os conceitos, dicas, exemplos e tarefas práticas são repassados de maneira que o estudo seja agradável e para que o empreendedor rural possa relacionar o que está estudando com a prática de sua rotina na propriedade.

No total, são 46 horas de capacitação, distribuídas ao longo de três meses de trabalho, com acompanhamento de um consultor da área. As aulas se dão por meio de encontros quinzenais nos finais de semana, seguidas de duas horas de consultoria individual em cada propriedade.

Para participar do NCR, os produtores devem apresentar alguma inscrição de formalização, comprovando a sua atividade – tipo DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf), Inscrição Estadual, NIF (Número de Identificação Fiscal) ou CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica).

Ações

Ao  certificar os produtores, Coelho aproveitou para falar  sobre as ações do Senar em todo estado. Discorreu  ainda sobre  crédito rural – financiamento destinado a produtores rurais, cooperativas ou associações de por meio de bancos oficiais do Governo – Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e Banco do Brasil (BB), cujo objetivo é alavancar o negócio rural do pequeno e médio produtor.

O presidente do sistema Faema/Senar  tratou também  com os  presentes, sobre as cadeias produtivas do leite, carne e couro, olericultura, piscicultura e arroz, todas em desenvolvimento em 1.550 propriedades por meio do programa ‘Mais Produção’ do Governo do Estado (Sagrima), em parceria com o Senar.

Sobre o NCR, Raimundo Coelho disse na oportunidade que, o programa vem agregar informações e qualificar o homem do campo para gerenciar o seu negócio. “A parceria entre o Senar e o Sebrae nos proporciona um contato excelente com o produtor rural de diversas regiões do estado, principalmente jovens, ávidos por conhecimento e por investimentos – sem contar que atende diretamente as expectativas desse público que é saber lidar com a sua própria renda e consequentemente, melhorar de vida, que é o mais importante”, frisou Raimundo Coelho.

Já o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins  disse que  o programa busca motivar os jovens para revitalizar suas propriedades rurais e/ou descobrir os empreendimentos viáveis que estão ao seu alcance.

“Fruticultura, floricultura, mel, piscicultura, pequena agroindústria artesanal e, assim, vamos aumentando esse lastro de mudanças que tornam viáveis a vida no campo evitam o êxodo rural e o enchimento das cidades”, disse ele.

Para a Dona Maria Oneide Oliveira, que nasceu no campo e faz questão de viver na zona rural até hoje, é uma das participou no ano passado das turmas o NCR em Bom Lugar e garante que o seu maior desafio está sendo aprender a transformar em lucro o trabalho duro do cultivo de hortaliças e outras culturas.

“Aprendi nas aulas coisas que eu nunca imaginei e já sei, de uma forma bem fácil, por exemplo, a calcular quanto eu gastei e quanto eu vou ganhar. Agora, tudo eu controlo. Acho que o sonho de todo produtor rural é ver a sua produção se transformar em um negócio de verdade e eu agradeço muito ao pessoal do Sebrae e do Senar por trazer esse curso para nós”, disse dona Maria Oneide