Menu fechado

Senar discute parceria com Sepaq e Codevasf para capacitação de produtores rurais

Print Friendly, PDF & Email

 

Raimundo Coelho da Faema conduz reunião com Sepaq e Codevasf na sede do Senar
Raimundo Coelho da Faema conduz reunião com Sepaq e Codevasf na sede do Senar

Representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, (Senar),  da Secretaria de Estado da Pesca e Aquicultura, (Sepaq) e da Codevasf, (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Paraíba), reuniram-se nesta quinta-feira, (17), para  discutirem projeto de desenvolvimento da piscicultura nos municípios de Magalhães de Almeida, São João dos Patos, Grajaú, Tuntum, Pastos Bons, Joselândia e Pindaré Mirim. De acordo com as instituições envolvidas, todos eles apresentam potencial para a instalação de equipamentos de tanque-rede.

Na reunião estavam presentes: o vice-presidente do sistema Faema/Senar, Raimundo Coelho, o gerente de Qualificação Profissional, Carlos Antônio Feitosa, o gerente de Assistência Técnica, Epitácio Rocha, o superintendente de Desenvolvimento da Aquicultura da Sepaq, Fernando Bergmann, o chefe da Unidade de Desenvolvimento Territorial da Codevasf, William da Silva Sousa e o coordenador de Inclusão Produtiva do Plano Brasil sem Miséria no Maranhão, Adenilson Kerlisson, além do instrutor de piscicultura do Senar, Jorge Castro Junior.

A parceria entre o Senar, Sepaq e Codevasf atenderá a partir de setembro, uma média de 120 produtores rurais que lidam com o ofício da criação de peixes em tanque-rede e que serão beneficiados nesta empreitada com capacitação  e acompanhamento por assistência técnica, (ATER), por meio do Senar.

Já a Sepaq e o Codevasf, ficaram incumbidos  de doarem   equipamento e material de insumo que  compreendem tanque rede de engorda para piscicultura, rede tipo puçá, luva de segurança tricotada, barco em duralumínio, balança digital tipo gancho, bola de sinalização, aquisição de alevinos de tilápia, ração para todas as fases do crescimento do peixe, dentre outros.

De acordo com o gerente de Assistência Técnica do Senar, Epitácio Rocha, o projeto tem grande importância para a instituição. “São produtores que tem capacidade de ajudar muito no desenvolvimento da produção de peixes em cativeiro”, ressaltou ele, destacando a capacitação e o serviço de Ater, promovidos pelo Senar.