Menu fechado

Senar capacita profissionais da atividade agrícola no MA

Print Friendly, PDF & Email

Quarenta e seis servidores das secretarias municipais de Agricultura e Pesca de 17 municípios foram capacitados para prestar assistência técnica.

DSC_0400Em solenidade realizada no auditório da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (Faema), 46 profissionais das secretarias municipais de Agricultura e Pesca de 17 municípios maranhenses receberam certificados de conclusão das capacitações profissionais do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) para prestar assistência técnica aos produtores de pescado em cativeiro, dentro da atividade da piscicultura em tanques escavados.

Durante o evento, foram ministradas palestras sobre os procedimentos para regularização de aquicultores junto ao Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA). O superintendente federal da Pesca e Aquicultura do Maranhão, Junior Verde, destacou a importância da qualificação profissional realizada pelo Senar e a parceria dos bancos do Brasil e do Nordeste, por meio do Plano Safra, para custeios e investimentos, bem como a interação das prefeituras municipais que estão investindo no desenvolvimento da aquicultura para aumento da produção nos municípios.

Potencial – O presidente da Faema, José Hilton Coelho de Sousa, que fez a abertura do evento, destacou que o Maranhão tem um grande potencial aquícola/pesqueiro, além dos programas que o ministério dispõe e que os municípios podem adquirir por meio de editais e convênios, como máquinas escavadeiras hidráulicas para o desenvolvimento da aquicultura familiar no estado, através da construção de viveiros.

De acordo com o superintendente do Senar, Luiz Figueiredo, o trabalho de capacitação técnica desenvolvido em parceria com a Superintendência da Pesca e Aquicultura vai criar os mecanismos necessários para alavancar a piscicultura no Estado, envolvendo, principalmente, os pequenos produtores e transformando comunidades rurais, como já acontece com Itans, no município de Matinha.

Na segunda etapa do processo de capacitação, o convênio prevê ações de qualificação profissional na área de piscicultura e carcinicultura, bem como de operadores de retroescavadeira para os pequenos produtores desses 17 municípios. Neste ano, serão beneficiados novos municípios e distribuídos um número maior de máquinas pesadas.

Presentes  o Secretario Adjunto da Agricultura Pecuária e Abastecimento do Estado e vice-presidente da Faema, Raimundo Coelho; o superintendente de Negócios do Banco do Brasil, Paulo Belarmino; o Gerente de Negócios do  Banco do Nordeste,  Cesar Ney e os representantes dos 17 municípios maranhenses.

Mais – Os municípios contemplados com máquinas escavadeiras hidráulicas pelo Ministério da Pesca são: Alto Alegre do Pindaré, Bacabal, Boa Vista do Gurupi, Buriti Bravo, Campestre do Maranhão, Conceição do Lago Açu, Icatu, Lagoa do Mato, Lajeado Novo, Matinha, Santa Rita, Santo Antonio dos Lopes, São Bento, São Bernardo, São João Batista, Vargem Grande e Vila Nova dos Martírios.