Menu fechado

Programa ABC Cerrado tem aula prática em fazenda de Santa Inês

Print Friendly, PDF & Email

 

O superintendente do Senar, Luiz Figueiredo e o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Antônio  Santiago  da Silva, na abertura da aula prática em Santa Inês.
O superintendente do Senar, Luiz Figueiredo e o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Antônio  Santiago  da Silva, na abertura da aula prática em Santa Inês.

O  Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, (Senar), por intermédio da gerência de Assistência Técnica e Gerencial, (ATeG), reuniu os participantes  da capacitação  do  programa ABC Cerrado na fazenda Muniz em Santa Inês, a fim de  treiná-los quanto às  quatro tecnologias preconizadas pelo ABC, (Recuperação de Pastagens Degradadas, Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, Sistema Plantio Direto e Florestas Plantadas), que serão aplicadas nas 400 propriedades  assistidas pelo programa a partir do mês de agosto nas diversas regiões do estado.

 Professor da UEMA e proprietário da fazenda Muniz, Luciano Muniz fala de suas experiências sobre as novas tecnologias do programa ABC.
Professor da UEMA e proprietário da fazenda Muniz, Luciano Muniz fala de suas experiências sobre as novas tecnologias do programa ABC.

A gerência com isso, teve a intenção de proporcionar o  exercício dos conhecimentos aplicados em sala de aula, vendo de perto a realidade maranhense no setor  produtivo rural. O treinamento técnico foi o ponto alto da capacitação que reuniu dezenas pessoas,  no hotel Premier em módulos diferentes, por meio de aulas específicas ministradas pelos consultores do Senar Brasil, Alex Melotto, Ronaldo Trecenti e Moacir Medrado, cujo objetivo foi selecionar um grupo de vinte profissionais que  atuarão na ATeG por  dezoito meses consecutivos.

Orientação

No local, os técnicos de campo, (agrônomos, veterinários, zootenistas e técnicos em agropecuária), supervisores e técnicos convidados de instituições parceiras como: Agerp, (Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural) e da Semapa, (Sistema Estadual de Produção e Abastecimento) e produtores rurais, receberam orientação tanto dos consultores do Senar,  quanto do professor da Universidade Estadual do Maranhão, (UEMA) e proprietário da fazenda,  Luciano Muniz, que desenvolve no local, pesquisa sobre o sistema ILPL –  e o técnico da Embrapa Cocais, José dos Santos Benício.

No encontro estavam ainda, a técnica do Senar responsável pelo programa ABC Cerrado no Maranhão, Aline Saldanha, o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Antônio Santigo e o superintendente do Senar, Luiz Figueiredo, que na oportunidade, exaltou as novas tecnologias empregadas  no local e que serão aplicadas nas propriedades pela equipe treinada pela  instituição. Ressaltou a valorização da sustentabilidade  e disse que os ensinamentos em sala de aula foram fundamentais para uma nova visão da agricultura no estado.

“Todo esse trabalho cria oportunidades para que a gente multiplique isso através de nossos técnicos e hoje nós estamos vendo aqui  um trabalho prático, uma vitrine tecnológica exposta  e os técnicos participantes estão experimentando através dos instrutores essas novas tecnologias e vendo o que podem ser aplicadas aos produtores,  para que eles venham a ter um produto de qualidade e uma assistência técnica diferenciada”, disse Luiz Figueiredo ao iniciar a aula prática.