Menu fechado

Presidente da Faema participa de Reunião sobre Amazônia Legal na Assembléia

Print Friendly, PDF & Email

.

O presidente da Faema, Raimundo Coelho, ao lado do governador Flávio Dino, do presidente da Assembléia Legislativa do Estado, Humberto Coutinho, do deputado amazonense  e presidente do Parlamento Amazônico, Sinésio Campos, do assessor jurídico da Sagrima, Emerson Galvão e convidado.
O presidente da Faema, Raimundo Coelho, ao lado do governador Flávio Dino, do presidente da Assembléia Legislativa do Estado, Humberto Coutinho, do deputado amazonense  e presidente do Parlamento Amazônico, Sinésio Campos, do assessor jurídico da Sagrima, Emerson Galvão e convidado.

O presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Maranhão, (Faema), Raimundo Coelho, participou nesta quinta, (22), da III Reunião Ampliada do Colegiado de Deputados do Parlamento Amazônico  2015 – Integração para o desenvolvimento da Amazônia, promovida pela Assembléia Legislativa.

O evento aconteceu no Plenário Nagib Haickel do Palácio Manuel Beckman  e reuniu  parlamentares  dos legislativos estaduais de  nove estados, (Maranhão, Amazônia, Pará, Acre, Amapá, Rondônia,  Roraima, Tocantins e Mato Grosso) e teve como tema “Amazônia e novos caminhos”.

A reunião foi aberta pelo presidente da Assembléia,  Humberto Coutinho, (PDT), do presidente  do Parlamento Amazônico, deputado Sinésio Campos, (PT-AM), e pelo governador do estado, Flávio Dino que na ocasião destacou a inclusão do Maranhão Amazônico, já que mais da metade do território maranhense está na chamada Amazônia Legal.

A primeira palestra do Encontro – “A importância do Parlamento Amazônico”, foi ministrada pelo deputado amazonense  Sinésio Campos, que ressaltou as riquezas naturais de cada estado, desconhecidas por seus vizinhos. “Temos, na área da Amazônia Legal, uma grande possibilidade, de desenvolvimento para os nossos estados”, disse.

Em seguida ocorreu, “O papel da Sudam para o desenvolvimento da Amazônia Legal”. Já na parte da tarde, os participantes puderam conhecer mais sobre “As zonas francas, limites e possibilidades – experiências implantadas ou em processo de implantação”;  “Amazônia maranhense suas problemáticas e potencialidades”. O encerramento se deu com o tema: “Ações de fiscalização dos órgãos na Amazônia Maranhense”.