Menu fechado

Potencial agrícola do Maranhão é apresentado à Embaixada dos Estados Unidos

Print Friendly, PDF & Email

As potencialidades do setor agrícola maranhense foram apresentadas ao Ministro da Embaixada dos Estados Unidos, Robert Hoff, em reunião realizada no gabinete da Sagrima com o secretário adjunto e vice-presidente da Faema, Raimundo Coelho. A crescente produção de grãos e a classificação nacional de Zona Livre de Febre Aftosa foram alguns dos destaques da reunião, que contou também com a participação das equipes técnicas da Sagrima  e da Federação da Agricultura e Pecuária do Maranhão (Faema), além de integrantes da embaixada dos Estados Unidos

Americanos 2Raimundo Coelho informou que a previsão é de que o Maranhão feche a safra 2012/2013 com uma produção de 3,5 milhões de toneladas de grãos. “É um aumento de 23% a mais do que foi produzido na safra anterior, quando foram colhidas 2,9 milhões de toneladas de grãos”, informou ele.

O presidente da Faema, José Hilton Coelho de Sousa, que também participou do encontro, ressaltou que um dos destaques na produção de grãos foi o milho “Houve um aumento de 82% em relação à safra do ano passado”, informou ele.

A produção de soja nas regiões dos cerrados e do Baixo Parnaíba e de arroz na Baixada Maranhense, também foram citadas no encontro. “Nós solicitamos esta reunião para conhecer o setor produtivo maranhense. O Norte e Nordeste representa o futuro do Brasil e estamos viajando e conhecendo a realidade agropecuária brasileira para compartilharmos informações com os produtores americanos”, disse Robert Hoff.

Raimundo Coelho informou que o Maranhão foi classificado nacionalmente como Zona Livre de Febre Aftosa com Vacinação e que possibilitará a abertura de novos mercados para o rebanho maranhense, que é de 7,4 milhões de bovinos e bubalinos. “O governo estadual está trabalhando agora para alcançar a certificação internacional, o que está previsto para acontecer em maio de 2014, pela Organização Mundial de Saúde”, acrescentou ele.

Da Embaixada dos Estados Unidos também participaram Jason Carver e Caleb O’Kray, que trabalham no Departamento de Agricultura do órgão.