Menu fechado

Porto Itaqui bateu recorde na movimentação em 2013

Print Friendly, PDF & Email

A Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), gestora do Porto do Itaqui, fechou 2013 com um volume operacional significativo de 15 milhões e 300 mil toneladas, com recordes para soja, fertilizante, carvão e etanol. O desafio é a finalização de obras que ampliam a infraestrutura portuária, aumentando a capacidade operacional do porto maranhense. Para 2014, a estimativa é que sejam movimentadas cerca de 17 milhões de toneladas de cargas.

Foto 2 Emap - Itaqui bate recorde hist+¦rico na movimenta+º+úo de sojaOs investimentos, até 2016, somam R$ 3 bilhões direcionados à construção de novos berços e de outro terminal, o de Fertilizantes.  Para este ano, estão previstos a entrega do berço 108, que elevará a movimentação de graneis líquidos e a primeira fase do Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram).

No plano de novos negócios da Emap, foram fechadas negociações importantes. O novo produto no portfólio de exportação do Itaqui será a celulose, fabricada pela Suzano em Imperatriz. Aproximadamente 1,5 milhão de tonelada desse produto serão anualmente exportadas pelo Itaqui para os mercados europeu e norte-americano.

Foto 1 Emap - Itaqui bate recorde hist+¦rico na movimenta+º+úo de soja

Com o início das atividades do Tegram, previsto para o primeiro semestre desse ano, haverá aumento considerável, também, no volume de grãos, que deverá chegar a 7,5 milhões de toneladas/ano até 2017.

O Tegram do Porto do Itaqui mudará o eixo das exportações do país oferecendo uma logística mais eficiente aos usuários dos portos do Sul e Sudeste.

A movimentação de grãos será feita por meio da especialização dos berços 103 e 100. O terminal terá capacidade estática de armazenamento de 500 mil toneladas (base soja), compreendendo quatro armazéns com capacidade de 125 mil toneladas/cada e movimentação final de 10 milhões de toneladas/ano na sua segunda fase, prevista para 2019.

De 2008 até 2013, o volume de fertilizante, de soja, de milho, de trigo, de arroz e malte pulou de 2,3 milhões de toneladas para 4,8 milhões de toneladas. Em 2013, o porto maranhense registrou movimentação histórica de soja, com 2,9 milhões de toneladas.

Fonte: Emap