Menu fechado

ILPF – Uma nova realidade, uma gigantesca alternativa.

Print Friendly, PDF & Email

O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de carne e leite, entretanto, suas pastagens apresentam baixa capacidade de suporte de animais devido ao intenso processo de degradação. Uma das alternativas para a recuperação das mesmas é a integração lavoura pecuária (ILP) ou lavoura, pecuária e floresta (ILPF), pois possibilitam boa rentabilidade e baixo impacto ambiental.

Aliar adequação ambiental com a valorização do homem, aumento da produção e viabilidade econômica da atividade agropecuária. Essa é a proposta da Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, conhecida como iLPF, uma das mais importantes estratégias de produção agropecuária sustentável. A tecnologia consiste na diversificação e integração dos diferentes sistemas produtivos, agrícolas, pecuários e florestais, dentro de uma mesma área, em cultivo consorciado, em sucessão ou rotação, de forma que haja benefícios para todas as atividades.

Pode ser adotada por produtores rurais de todo o País, independentemente do tamanho de suas propriedades. A ILPF pode ser adotada em quatro modalidades de integração: lavoura-pecuária ou agropastoril; pecuária-floresta ou silvipastoril; lavoura-floresta ou silviagrícola e lavoura-pecuária-floresta ou agrossilvipastoril, a mais completa de todas. O sucesso desses sistemas depende de fatores diversos, como a estrutura local e regional de comercialização de produtos agropecuários e florestais. Por isso, é preciso planejamento e definição do modelo mais adequado às necessidades de cada propriedade rural.

A presença dos animais em sub-bosque de florestas plantadas é proposta como alternativa para controle de plantas daninhas, com baixo custo de utilização, quando comparado aos demais métodos de controle. É capaz de minimizar a competição dessas espécies com o componente arbóreo de interesse.

Além dessa contribuição, os animais apresentam papel importante no processo de ciclagem de nutrientes no sistema, pois grande parte da biomassa que consomem retorna como fezes e urina ao solo, favorecendo a ciclagem de nutrientes.

BENEFÍCIOS DA INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-SILVICULTURA

• Agronômicos – por meio da recuperação e manutenção das características produtivas do solo.

• Econômicos – pela diversificação de produtos e obtenção de maiores rendimentos por área.

• Ecológicos – devido à redução de pragas das diferentes espécies cultivadas e consequente redução da necessidade de defensivos agrícolas, bem como a redução da erosão e maior biodiversidade, em comparação aos monocultivos.

• Sociais – dada à distribuição mais uniforme da renda, produção de alimentos, geração de tributos, de empregos diretos e indiretos, além da maior possibilidade de fixação do homem no campo.

• Zootécnicos – possibilita a recuperação de pastagens degradadas e o estabelecimento de pastos com boa produtividade e valor nutritivo, além de ampliar o tempo de disponibilidade de forragem verde para os animais durante o ano e de promover ambiente mais favorável aos animais, o que reflete em ganhos na produção animal.

O objetivo deste artigo foi exemplificar o que é IFPF, cujo é um sistema agrossilvipastoril que melhoram a agricultura e a pecuária e floresta com uma grande eficiência econômica e ambiental.

Concluímos que essas tecnologias são capazes de solucionar os principais problemas da agropecuária como a degradação das pastagens e a produção de grãos na região entre outros aspectos.

Mais detalhes estão no nosso Twitter @EcoFlorestal. Envie-nos sugestões de temas para nossos próximos artigos. Até lá.