Menu fechado

Formada segunda turma de instrutores e gestores da fase estadual do CNA Jovem

Print Friendly, PDF & Email
Grupo concluiu o treinamento nesta quarta-feira.

Brasília – A segunda turma de instrutores e gestores que serão responsáveis pela realização da etapa estadual do programa CNA Jovem concluiu a capacitação preparatória nesta quarta-feira (30/3), na sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), em Brasília. Representantes de 10 Administrações Regionais da entidade participaram do treinamento: Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Pará, Paraíba, Roraima, Rondônia, Santa Catarina e Tocantins. Na semana passada, outro grupo com integrantes de nove estados concluíram a mesma formação.

 Carlos Antônio e Paulo Ricardo Belo participam da capacitação em Brasília do CNA Jovem
Carlos Antônio e Paulo Ricardo Belo participam da capacitação em Brasília do CNA Jovem

No treinamento – promovido durante dois dias – foram apresentados conteúdos para a execução do programa nos estados, como eixo mobilizador, contextualização do programa, atribuições dos agentes, conceito de liderança do CNA Jovem e processo de avaliação dos participantes, além da programação dos três encontros presenciais previstos. As atividades foram conduzidas por assessores técnicos do Departamento de Educação Profissional e Promoção Social (DEPPS) e pelo consultor da área de Inovação do SENAR, Fernando Ximenes.

“As duas capacitações atingiram os objetivos e superaram as nossas expectativas. Tivemos a adesão de muitas regionais e uma grande participação de egressos do CNA Jovem, o que demonstra que o programa está tendo ações de continuidade”, destaca a chefe do DEPPS, Andréa Barbosa Alves.

A etapa estadual do CNA Jovem deve ser realizada até junho, enquanto a fase nacional ocorrerá a partir de julho, em Brasília.

Jovens valorizados nos estados

A capacitação foi considerada “muito rica” e “fundamental” pelos participantes, sejam aqueles que serão gestores ou instrutores da fase estadual do CNA Jovem. Para a gestora do programa em Santa Catarina, Paula Coimbra Nunes, o treinamento permitirá que a metodologia seja aplicada de forma homogênea em todos os estados e vai trazer mais segurança para os instrutores, visto que muitos deles são egressos do 1º CNA Jovem e ainda não possuem experiência nessa função. Quanto aos benefícios da nova etapa do programa, ela acredita que irá favorecer o foco em questões estaduais e aproximar os jovens das Federações e das Administrações Regionais do SENAR.

“Vai identificar esses jovens lá no interior para serem mais atuantes no nosso estado e, quem sabe, até nacionalmente. Também conseguiremos levantar desafios do Agro e ajudar as Federações a solucionar alguns gargalos específicos para a gente”, opina Paula.

Entre o grupo de egressos do CNA Jovem que agora terá a responsabilidade de ser instrutora, a diretora da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Acre, (FAEAC), Fabiana Pinto Frota avalia que estará mais capacitada para orientar os jovens do seu estado a partir do que foi trabalhado em Brasília. Ela ressalta que a capacitação vai ajudar na aplicação e contextualização do programa, enquanto a sua experiência contribuirá na transmissão das informações para os jovens e na parte prática das ações propostas pelo programa.

“Com a edição estadual, os participantes vão chegar mais preparados e focados na fase nacional, com planos de ação muito melhores. Teremos 20 jovens enxergando diferente e trazendo soluções para pontos importantes dentro do estado”, prevê Fabiana.