Menu fechado

Faema e Sema discutem licença ambiental para o setor produtivo rural

Print Friendly, PDF & Email

Representantes de órgãos discutiram as exigências feitas pelos bancos oficiais.

07_11bA secretária de Meio Ambiente e Recursos Naturais do Estado (Sema), Genilde Campagnaro, recebeu, quarta-feira (5), uma comitiva liderada pelo presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Maranhão (Faema), José Hilton Coelho de Sousa, e deputado estadual Carlinhos Florêncio – representante da Assembleia Legislativa Estadual – para discutir as exigências dos bancos oficiais em virtude da Portaria nº 13 da Sema, que trata da licença ambiental para a atividade agrícola.

José Hilton Coelho e o deputado Carlinhos Florêncio, que na oportunidade também representou os produtores rurais da região de Bacabal, tentam destravar a liberação de crédito rural para as atividades agrosilvipastoris do Maranhão por meio de um consenso entre as exigências ambientais da portaria e a realidade do setor primário.

Na oportunidade, a secretária informou que a Sema está trabalhando num sistema autodeclaratório de licenciamento para atividades de baixo impacto ambiental e que, em virtude do início do ano agrícola para as atividades agropecuárias, até a hoje (7) o órgão deverá se manifestar.

Participaram também da reunião os consultores da Faema, César Viana e Émerson Galvão, e o secretário adjunto de Recursos Ambientais, Marcos Mesquita.

Agenda estratégica – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), por meio da Comissão da Região Nordeste do Brasil, está desenvolvendo um estudo a fim de estabelecer uma agenda estratégica para o Agronegócio do Nordeste. Na metodologia utilizada, serão realizadas oficinas de trabalho visando à identificação de pontos críticos ao desenvolvimento do setor, bem como a elaboração de propostas para sua resolução dentro de três grandes blocos: Sistema CNA/Federações/Sindicatos; ambiente organizacional; e sistema de produção e produtores rurais.

No Maranhão, a Faema realizará oficinas nos dias 10 e 11 deste mês, a partir das 9h, em sua sede, no centro de São Luís, com o intuito de levantar as necessidades locais e propor os meios de resolução. O evento terá a participação de lideranças do setor, órgãos do governo e entidades ligadas ao agronegócio.

Participarão da Agenda Estratégica do Agronegócio na Região Nordeste, os consultores e técnicos da CNA, Adriana Del Isola, Juliana Galvarros e Adriana Macedo.