Menu fechado

Apenas 2% dos agricultores maranhenses se inscreveram no CAR

Print Friendly, PDF & Email

Cadastro Ambiental Rural é uma ferramenta que auxilia no planejamento. Inscrição é obrigatória e o prazo termina no próximo dia 5 de maio.

Apenas 2% dos produtores rurais fizeram o Cadastro Ambiental Rural (CAR) no Maranhão até agora. Os agricultores alegam que estão encontrando dificuldade com o georeferenciamento, que é um mapeamento feito por satélite de toda a área utilizada pela produção agropecuária. O prazo termina no dia 5 de maio.

Com a proximidade do fim do prazo para a inscrição, os agricultores estão se reunindo para achar uma saída e acelerar a adesão ao sistema.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural está visitando os municípios maranhenses para tirar dúvidas e colaborar com a efetivação do preenchimento do cadastro. “Hoje há um Código Florestal que está em vigor e ele precisa ser cumprido. E uma das primeiras etapas do cumprimento do Código Ambiental é o preenchimento do CAR. Toda pessoa que possua um pedaço de terra, legalizado ou não, precisa fazer o preenchimento do CAR até o dia 5 de maio”, explicou o superintendente do SENAR-MA, Antônio Luís Figueiredo.

O CAR é uma ferramenta importante para auxiliar no planejamento do imóvel rural e na recuperação de áreas degradadas, além de fomentar a formação de corredores ecológicos e a conservação dos demais recursos naturais.

No Maranhão, há mais de 300 mil propriedades rurais com o cadastro ambiental incompleto. Segundo informações do Ministério do Meio Ambiente, será feito um balanço que definirá a estratégia de uma eventual prorrogação do prazo de inscrição do CAR.