Menu fechado

Senar leva conhecimento e tecnologia a 1ª Feagro em Imperatriz

Print Friendly, PDF & Email

Sob a coordenação do Sindicato Rural de Imperatriz (Sinrural), Senar, Sebrae e parceiros, foi realizada no período de 04 a 08 de outubro, a 1ª Feira do Agronegócio de Imperatriz (Feagro).

Com o tema: “Plantar inovação e colher resultados”, a Feira ocorreu no Parque de Exposições Lourenço Vieira da Silva, em Imperatriz, e atraiu centenas de milhares de pessoas. Grande parte delas, investidores ligados ao setor agropecuário da região. O empreendimento teve por objetivo reunir as melhores marcas e incentivar o crescimento de um dos principais pilares da economia brasileira, o agronegócio.

O Senar garantiu ao visitante e produtor rural conforto, conhecimento e garantia de investir em seu próprio negócio. Com a participação em treinamentos e palestras técnicas, muitas informações importantes foram repassadas durante o evento. Além disso, outras informações complementares sobre a agroindústria da cachaça foram repassadas na forma de oficinas, no stand montado em parceria com o Sebrae, no local do evento

“Embora esta ação não resolva, mas ameniza umproblema. O Sindicato Rural de Monção e aSecretaria Municipal de Agricultura, parabenizam todos os envolvidos, principalmente a CNA e o Senar, que não medem esforços e chegam nos lugares mais longínquos, levando soluções produtivas, gerenciais, sociais e de fraternidade”, disse o dirigente sindical.

Ainda foram agraciados na sequência, com a entrega de cestas básicas, foram os Sindicatos de Pindaré-Mirim, Pastos Bons e Mirador. Este, que fez a entrega 40 produtores rurais de Sucupira do Norte, município que integra a sua região.

Para nós do Sindicato Rural de Pindaré –Mirim é  égratificante, esses eventos essa parceria.

 

Curso de drone

Um dos destaques do evento foi a oferta pelo Senar dos cursos Pilotagem e Uso de Drone para monitoramento de áreas agropecuárias. Ambas as capacitações foram ministradas pelo instrutor do Senar Goiás, o doutor em Agronomia e Operador de drone, José Mateus Kondo Santini, que destacou, na ocasião, a parceria entre as duas regionais, no sentido de levar aos produtores da região tocantina, informações assertivas ao investidor rural.

De acordo com Kondo, o curso de pilotagem de drone, hoje, é uma ferramenta de extrema importância para a agricultura. Ele garante que a partir de agora, o Senar Maranhão, já pode oferecer um treinamento para todo o Estado.

“Então se você é produtor rural e tem interesse em se aprimorar e entender desta tecnologia, procure o Sindicato Rural do seu município, faça o pedido do treinamento, e certamente o Senar atenderá e formará profissionais de grande competência para atuar no campo”, disse o professor, convocando aos produtores rurais maranhenses a se atualizarem com o novo equipamento.

Além desta nova modalidade de trabalho, a instituição levou ainda, na oportunidade, capacitações voltadas para Operação e Manutenção de Tratores e Equipamentos Agrícolas; Operação e Manutenção de Sistemas Convencionais de Irrigação por Aspersão; Produção de Derivados do Leite; Bovinocultura de Leite-manejo alimentar e Caprinocultura. O Senar treinou, ao todo, cerca de 90 pessoas durante a Feira.

Para o presidente do Sinrural, Afonso Danda, formar pessoas é uma base muito importante para que o agronegócio no Maranhão se consolide, como uma fronteira do agronegócio nacional.

“Fui buscar parceria com o Senar, que me trouxe cursos modernos, como o de drone. O Senar é um parceiro importante trazendo informações, conhecimentos e tecnologias. E o Sinrural fica satisfeito com essa contribuição que o Senar tem dado. Esse tripé – Senar, Sebrae e Sindicato, precisa ser mantido”, destacou o produtor e empresário rural.

O coordenador regional, Egon Bastos, falou da credibilidade que o Senar tem se tornando uma referência nas Exposições em todo o Maranhão. “Todos os cursos foram um sucesso”.

Tivemos turmas lotadas. Destaco a inovação que o Senar vem trazendo para as feiras agropecuárias e que tem agradado o produtor. Trouxemos agora, de forma inovadora, o curso de drone. Com isso, observamos que o produtor está atrás de conhecimento e o Senar vem acompanhando esta necessidade do setor”, afirmou o engenheiro agrônomo.

Conforme nos afirmou o superintendente do Senar Luiz Figueirêdo: “A Feira de Agronegócio de Imperatriz, tem mesmo é que criar, de forma inovadora, substrato, para que novas tecnologias sejam experimentadas, e a região possa usufruir com bons resultados, a partir